h1

Sobre o autor…

Puzzled PhilosopherChamo-me Flávio Santos. Tenho 20 anos, e resido em Rotterdam, Holanda. Não sou filósofo académico, nem tão pouco estudante de filosofia em qualquer estabelecimento superior. A minha área anterior de estudos situa-se no campo da Acção Social, estudos esses que se encontram actualmente suspensos.

Sou um autodidacta, cujo interesse e curiosidade se projecta por todas as áreas do conhecimento humano. Faço perguntas, cujas respostas geram uma panóplia de novas questões. Qual é o significado da vida? Seremos livres? O que é o tempo? E o espaço? E quanto à justiça? Será que existimos? E a lista de questões poderia estender-se em direcção ao infinito, para lá do horizonte que podemos observar. A questão derradeira reduz-se humildemente a uma única palavra: ‘Porquê?’ E é essa a questão que anima cada linha impressa neste blogue.

O outro propósito que anima este blogue é a pura vontade de filosofar. Sócrates, a famosa personagem dos diálogos de Platão, pensava que eram necessárias duas ou mais pessoas para filosofar. Por muito que que tenha gosto em rodear-me e perder-me nas páginas cuja riqueza é a súmula do pensamento humano, através de épocas incontáveis, só com outros seres humanos poderei libertar todo o potencial absorvido através de intermináveis horas e noites cuja imensidão me impeliu a indagar sobre a natureza da própria realidade. Noites cujo silêncio apenas alimentou a angústia existencial e a dúvida, e através dessas poderosas, ainda que desconfortáveis ferramentas, a busca por respostas.

Num plano mais específico, considero-me ateu, filosoficamente anarquista (a ideologia foi algo que rejeitei algures no caminho), anti-capitalista, anti-fascista (ou qualquer ideologia que vise a mordaça ao pensamento livre) e livre pensador. Gostaria que nas escolas portuguesas (e nas escolas de qualquer nação) a formação desse origem a livres pensadores, ao invés de autómatos que aceitam verdades pré-mastigadas. É urgente despertar o pensamento crítico, questionar e verificar verdades que nos são oferecidas por quem quer que seja. Este é outro dos propósitos deste blogue: provocar a reflexão sobre diversas áreas da existência humana.

Este blogue pretende discorrer também sobre a Neurociência e Filosofia da Mente. A neurociência tem-se vindo a revelar muitos dos segredos que se escondem na anatomo-fisiologia do sistema nervoso, e nos tornam os humanos que somos. Assim, as questões sobre a mente e os desenvolvimentos da neurociência e da medicina serão também abordados neste blogue.

A História, outros dos meus interesses, também terá o seu espaço privilegiado. O estudo das sociedades humanas, e dos eventos que tomaram lugar no passado e nos levam até ao momento presente, que nos permite obter um entendimento maior sobre quem somos. Além do fascínio inerente ao estudo das culturas que são o nosso substrato, em vários momentos do tempo. É uma das minhas grandes paixões, e um caso sério de amor desde a infância.

Posso ser contactado através de email para soujiro.chan@gmail.com , sendo que este endereço serve adicionalmente como contacto MSN.

2 comentários

  1. Great blog!Também sou apaixonada pela Filosofia, aliás acho que deveria ser uma disciplina com mais relevo ao longo da formação académica de qualquer indivíduo, fosse qual fosse a sua área. Belos ideais e objectivos, concordo com quase tudo. Anarquia? Porquê? Então e… auto-didacta? Mais nenhuma ocupação? ;P

    Voltarei… :)


  2. Obrigado pelo elogio :)

    Anarquia porque penso que a coerção que o Estado exerce sobre o indivíduo de modo a induzir o cumprimento das regras morais universais (relativamente à sociedade) é desnecessária.
    É dificil imaginar uma sociedade sem Estado, pois é o paradigma em que estamos inseridos há milénios. Explorarei a temática mais a fundo, a par da formulação de uma possível Justificação do Estado (uma problemática da Filosofia Política).

    Auto-didacta por diversas razões. Neste momento não posso prosseguir os meus estudos, e além disso, existem imensas objecções que posso levantar ao sistema educativo e ao seu papel na nossa sociedade. Apesar de tudo, os efeitos negativos do sistema educativo na sociedade actual podem ser dispensados com uma boa dose de pensamento crítico :) E pretendo ingressar no superior através em regime ad-hoc. Quanto a ocupação, “espero” por um emprego (provavelmente numa área que não gosto, mas lá terá de ser…).

    Obrigado ^__^



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: